31.1.07

Baixe a versão online da edição 8 da revista Seu Mundo

Baixe a versão online da edição 8 da revista Seu Mundo

Da Assessoria de Comunicação
 

Mães compartilham suas experiências sobre o nascimento do primeiro filho

Desde sua fundação, em 1965, a Mundo Cristão sempre teve no topo de sua lista de prioridades temas relacionados à família: casamento, criação de fi lhos, namoro, perdão, educação, terceira idade etc. são temas constantes em nossas publicações.

Clique aqui para baixar a versão em PDF da revista Seu Mundo.

É bom que se diga que essa imagem foi construída à base de muito esforço e de um comprometimento real com a célula matter da sociedade. A formação sólida da família é essencial para um mundo mais justo e coerente. Ela tem início na gestação e só termina quando a chama da vida se apaga. Ou seja, é da responsabilidade de todos, e sem prazo para acabar, apenas para começar.

Esta edição da revista Seu Mundo demonstra exatamente a relevância da família para a Mundo Cristão. Trazemos para você, leitor, uma seleção de obras que abrangem os temas mais diversos sobre as relações afetivas do círculo familiar.

Boa leitura!
H. Guther Faggion, editor.

26.1.07

Vídeo Clássico! Igreja de Crivella chuta Imagem

Vaja o Vídeo do Pastor da Igreja Universal chutando a Santa

Hell Houses e diversão a poucas cédulas - O que vc acha?

Hell Houses e diversão a poucas cédulas
 
Terça, 14 de novembro de 2006, 07h54 
Paulo Scott
 

Afora o imbróglio tragicômico do período eleitoral (é incrível como determinadas manchetes desapareceram das capas de alguns jornais e revistas), nada me chamou mais atenção no mês de outubro do que as três matérias que li sobre as "hell houses" nos Estados Unidos. Elas são o que se pode resumir como encenações alegóricas de caráter moral, executadas em igrejas, retratando, com todo excesso visual e narrativo a que têm direito, histórias sobre os perigos da bebida, festas, sexo casual, prática do aborto, relacionamentos gays, etc. Não é à toa que também são conhecidas por "judgment houses".

A onda vem desde o início dos anos setenta, quando a primeira "hell house" foi idealizada pelo reverendo Jerry Falwell, mas foi no Halloween deste ano de 2006 que virou moda.

Centenas de congregações realizaram seu próprio show de horror. Em algumas localidades, pessoas aguardaram horas na fila. A movimentação virou uma espécie de comportamento "cult" entre os adolescentes, não necessariamente interessados nas repercussões ecumênicas. Em Nova Iorque, uma dessas pequenas companhias de teatro do off-Broadway encenou uma peça intitulada "Hell house", e, no Colorado, uma congregação desenvolveu um kit para ser vendido a outras congregações sob o argumento de garantir o melhor custo-benefício. O kit incluiria um roteiro detalhado para cada cena, ainda efeitos visuais e sonoros e até opcionais, como gravações simulando a voz de Lúcifer.

Evidentemente que essa moda passa ao largo da cúpula das igrejas. De qualquer forma, revela um certo desespero e uma falta de capacidade julgadora.

Mostrado assim, parece chocante - sobretudo, por se tratar de uma manipulação grosseira que pouquíssimo tem a ver com evangelização - e, de fato, até pode ser, contudo, não chega a ser uma anormalidade nesse conjunto de "vamos ver quem grita mais alto ou chama mais atenção". Veja-se o sucesso de determinados cultos contemporâneos, exorcismos no palco. Nunca entrei num lugar desses, suspeito que nem todos ali acreditam na doutrina a que assistem. Imagino que alguns, pelo menos alguns, entram para se divertir (já que determinados teatros só servem para confirmar a ausência de Deus), como se estivessem num desses bingos ou casas de jogos eletrônicos.

Moralista? Não. Nem ao menos de súbito.

Como alguém já escreveu uma vez: sobreviver demora (e que venham todas diversões fugazes que o dinheiro possa comprar), é quase nunca, nunca.


Paulo Scott, escritor e professor universitário, criou os projetos PóQUET: ruído & literatura e Na TáBUA , combinando a partir da literatura outras mídias.

 
.

__,_._,___
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
LEIA MAIS A BÍBLIA. BUSQUE A SANTIDADE. SEJA FIEL AO SENHOR. EIS QUE A vinda DEle ESTÁ ÀS PORTAS.

[[ Se vc cobre eventos gospel, mande o texto e as fotos para nós publicarmos. Mande tbem seu texto/artigo/pregação em audio que colocamos na rádio... Se tudo estiver de acordo com o nosso evangelho, né?! ;) ]] 

Comente este post abaixo.

 
 
 
 
 
 

IGREJA ANGLICANA ACEITA EUTANÁSIA

Essa mesma igreja aceita casamento gay, bispo gay, ecumenismo, é só o mesmo caminho para o inferno.
 
 
 
Domingo, 12 de novembro de 2006, 15h55 
 
Igreja Anglicana aceita eutanásia em bebês muito doentes
 
Em novo relatório, a Igreja Anglicana recomenda que os médicos sejam autorizados a interromper o tratamento de bebês nascidos prematuramente e com doenças e incapacidades muito graves, mas apenas em circunstâncias excepcionais.

A recomendação dos anglicanos, publicada hoje na imprensa, favorável a que se permita a morte de algumas dessas crianças, diante da defesa da vida a todo custo, é uma resposta à pesquisa independente que será publicada nesta semana sobre a ética de "ressuscitar" esses bebês com ajuda da medicina.

Para o jornal The Observer, a constatação dos líderes anglicanos de que, em casos excepcionais, pode ser melhor acabar com a vida do que prolongá-la artificialmente, é um marco no pensamento da Igreja.

Tom Butler, bispo de Southwark, em Londres, e vice-presidente do Conselho sobre Missões e Assuntos Públicos da Igreja da Inglaterra, escreve em resposta à pesquisa que, "em determinadas circunstâncias, o correto pode ser não aplicar, ou suspender o tratamento, com pleno conhecimento de que, provavelmente, ou mesmo com certeza, a morte não poderá ser evitada".

Segundo Butler, "pode haver ocasiões em que a compaixão cristã se sobreponha à regra de preservação da vida a todo custo" e um exemplo disso "é o tratamento desproporcional apenas para prolongar uma vida".

O bispo reconhece implicitamente que, no momento de tomar uma decisão, é preciso considerar as grandes implicações econômicas que esse tipo de tratamento tem para a saúde pública, pois poderia deixar de "salvar outras vidas", e também a carga que significa para os pais.

O relatório da Igreja Anglicana não especifica, no entanto, que condições poderiam justificar uma decisão desse tipo, mas acredita-se que poderia ser aplicada a casos como o do casal inglês cuja filha nasceu com apenas seis meses de gestação, com menos de um quilo e com o cérebro e os pulmões gravemente prejudicados.

Os médicos pediram que fossem autorizados a desligar a máquina que mantinha o bebê com vida, porque seus problemas físicos causavam dores contínuas.

O caso foi para a Justiça e a menina sobreviveu, mas está profundamente incapacitada e sob cuidados de um abrigo, porque os pais não se sentem capazes de cuidar dela 24 horas por dia.

Há apenas alguns dias, o Colégio de Obstetrícia e Ginecologia do Reino Unido pediu um debate público sobre a conveniência de permitir a eutanásia infantil em casos extremos.

A proposta foi elogiada por alguns geneticistas e especialistas em deontologia médica, enquanto outros a classificaram de tentativa de engenharia social.

EFE

 

 
.

__,_._,___

21.1.07

VIGÍLIA DA UNÇÃO

 

VIGÍLIA DA UNÇÃO

 

A Gloriosa Paz do Senhor!!!

 

“E vós tendes a unção do Santo, e sabeis tudo”. (I João 2:20)

 

         É com o coração cheio de júbilo que convidamos aos adoradores do Senhor para, juntos, buscarmos à Jesus na VIGÍLIA DA UNÇÃO, que acontecerá no dia 27/01/2007 (sábado) a partir das 23h30min, com horário previsto para terminar às 5h da manhã.

         Serão algumas horas de entrega total a Deus, onde estaremos cultuando, adorando e exaltando o nome do nosso Senhor, o qual nos deu a si mesmo pelos nossos pecados.

          

                                                                                                       Deus os bençoe!!!!

 

 

“Não morrerei, mas viverei; e contarei as obras do Senhor.” (Salmos 118:17)

 

Av. Monteiro Lobato, 454 – Vila Valença – CEP: 11.380-000
Fone: (13) 3561-8370        São Vicente-SP
E-mail:
formosadecristo@terra.com.br / RADIOSHEKINAH@GMAIL.COM

Cultos da Igreja Formosa de Cristo

+ Terça (Em busca do Espírito Santo)
das 20h às 22h
 
+ Quarta (Tarde da Benção)
das 15h às 16h30
 
+ Quinta (Culto da mudança)
das 20h às 22h
 
+ Sábado ( 1 culto por mês)
das 20h as 22h
 
+ Domingo (Culto da Família)
das 19h30 às 21h
 
 

20.1.07

SEXTA WORSHIP


Apareça, convide alguém que não é cristão para ouvir a palavra do Senhor. Você banda, levita, ator cristão, ligue pra nós e marque um encontro para que nosso pastor possa te conhecer.
Junte-se a nós neste propósito de ganhar vidas para o reino do Rei.
Shalom
iPhone, quer?

Ahahahahah FANTÁSTICO, não?! Deve ser uns 100 mil ahahahah

EU querooooooooo

19.1.07

Estevam e Sônia devem ficar na Flórida sob liberdade restrita, afirma promotor

19/01/2007 - 16h58

da Folha Online

O promotor do Gaeco (Grupo de Atuação de Repressão ao Crime Organizado), do Ministério Público de São Paulo, Arthur Lemos, disse que a liberação do casal de fundadores da Igreja Renascer em Cristo não significa o retorno de Sônia Haddad Moraes Hernandes e Estevam Hernandes Filho ao Brasil. "Realmente, eles foram libertados, mas em condicional e não podem sair da Flórida", disse o promotor. Os dois têm uma audiência marcada para o próximo dia 24 com a Justiça americana.

Participe! blogueiros cristãos

 

15.1.07

Veja cronologia dos recentes confrontos entre Israel e o Hizbollah

03/08/2006 - 22h53

Veja cronologia dos recentes confrontos entre Israel e o Hizbollah

da Folha Online

Israel e o grupo terrorista libanês Hizbollah estão em conflito armado desde o último dia 12, quando dois soldados israelenses foram seqüestrados. Outros oito militares foram mortos no ataque. Desde então, Israel tem lançado ataques ao Líbano por terra, ar e mar. O Hizbollah também lança foguetes contra o território israelense.

O saldo dos ataques é de centenas de mortos [a maioria civis libaneses] e cidades libanesas inteiras destruídas, sem água, luz e telefone. Algumas cidades israelenses tiveram prédios danificados.

Veja a seguir a cronologia da crise:

12 de julho: Um ataque do grupo terrorista libanês Hizbollah contra Israel deixa oito soldados israelenses mortos e dois militares seqüestrados e se torna o estopim da atual escalada ocorrida no Oriente Médio. Israel responde com cerca de quarenta ataques aéreos.

13 de julho: O Exército israelense bombardeia o aeroporto de Beirute e outras 21 posições e bases do Hizbollah e do Exército libanês, deixando 46 civis mortos. O Hizbollah dispara dezenas de foguetes em direção ao norte de Israel, matando três pessoas. Começa o cerco aéreo e marítimo israelense contra o território do Líbano.

14 de julho: Novos ataques aéreos atingem o subúrbio sul de Beirute, bastião do Hizbollah. O premiê israelense, Ehud Olmert, impõe três condições para um cessar-fogo: libertação dos soldados, fim dos disparos de foguetes e a aplicação da resolução da ONU (Organização das Nações Unidas) sobre o desarmamento do Hizbollah. Mais de cem foguetes são lançados em direção a Israel, matando dois civis. O líder do Hizbollah, Hassan Nasrallah, declara 'guerra aberta' contra Israel. Uma fragata israelense é atingida na costa do Líbano, deixando um saldo de quatro marinheiros mortos.

15 de julho: Israel promove incursões na região da fronteira e nos portos de Beirute, Jounyeh e Trípoli. O quartel-general do Hizbollah em Beirute é destruído, em um total de 38 civis mortos. Tiberíades é atacada por foguetes.

16 de julho: Mais de 60 civis são mortos em ataques israelenses. Oito israelenses são mortos em um ataque com foguetes sem precedentes sobre Haifa. O Exército israelense pede à população que deixe o sul do Líbano. O G8 faz um apelo à interrupção dos combates e propõe o envio de uma força de estabilização.

17 de julho: Baalbeck, bastião do Hizbollah, é atingido pelos ataques. Foguetes atingem Haifa, São João de Acre e os arredores de Nazaré. O primeiro-ministro francês, Dominique de Villepin, visita Israel e pede "uma trégua humanitária imediata". Um ferryboat fretado por Paris retira 900 pessoas, sendo 750 franceses, enquanto centenas de outros estrangeiros continuam a fugir. Cinqüenta e nove civis morrem nos arredores de Beirute, 12 em um ataque contra um microônibus. Olmert denuncia "o Eixo do Mal" Teerã-Damasco.

18 de julho: Incursões contra quartéis do Exército libanês terminam com 11 militares mortos. Operações de retirada de cidadãos estrangeiros são intensificadas. Os emissários da ONU chegam a Jerusalém. Olmert descarta um cessar-fogo.

19 de julho: Israel amplia seus bombardeios aéreos e navais, deixando ao menos 72 civis mortos. O Gabinete de Segurança israelense autoriza a manutenção das operações no Líbano "sem limite de tempo". O Hizbollah responde que pode continuar a bombardear Israel "durante meses". Mísseis são disparados contra o centro de Beirute. A cidade de Nazaré é alvo pela primeira vez de foguetes, deixando dois mortos. Na fronteira, confrontos entre combatentes do Hizbollah e soldados israelenses infiltrados no Líbano acabam com dois soldados israelenses mortos. Ocorre a primeira retirada em massa de americanos.

20 de julho: Novos confrontos entre o Hizbollah e soldados israelenses em território libanês deixam dois membros do grupo terrorista mortos. Se multiplicam os apelos internacionais por um cessar-fogo, principalmente do Vaticano, de Moscou e do secretário-geral das Nações Unidas. Intensificam-se as retiradas de estrangeiros do Líbano. Quatro soldados israelenses morrem em conflitos com o Hizbollah no sul do Líbano, segundo um balanço anunciado pelo canal Al Jazira.

21 de julho: Israel alerta civis libaneses a deixarem vilas na região da fronteira e convoca milhares de soldados da reserva, o que indica a intensificação da ofensiva terrestre. A Força Aérea israelense bombardeia edifícios utilizados pelo Hizbollah e locais usados para o lançamento de foguetes. A campanha de Israel no sul do Líbano força ao menos 500 mil pessoas a deixarem suas casas. Bombas atingem pontes e estradas, dificultando a situação dos civis.

22 de julho: Israel toma posições no sul do Líbano, após se envolver em um confronto terrestre com membros do Hizbollah, no primeiro grande combate terrestre desde o início da crise. Foguetes lançados contra o norte de Israel deixam ao menos dois feridos. Forças israelenses bombardeiam centrais de transmissão de emissoras de televisão e antenas retransmissoras de sinais de telefonia celular para atingir a infra-estrutura das comunicações libanesas.

23 de julho: Israel se manifesta favoravelmente ao envio de uma força militar "formada por países da União Européia" no Líbano. Hizbollah mata duas pessoas em ataque contra a cidade de Haifa. Estrangeiros continuam a serem retirados em operações promovidas por vários países, como Reino Unido, Estados Unidos e Brasil. A secretária americana de Estado, Condoleezza Rice, dá início a uma visita ao Oriente Médio para buscar uma saída para o conflito.

24 de julho: Condoleezza Rice apresenta propostas ao Líbano e a Israel com o objetivo de pôr fim ao conflito entre o Estado israelense e o Hizbollah, mas sustenta que um cessar-fogo somente poderá ser alcançado como parte de um plano mais amplo. Rice se reúne separadamente com o primeiro-ministro libanês, Fouad Siniora, e com a ministra das Relações Exteriores israelense, Tzipi Livni. A Casa Branca ordena o envio urgente de ajuda humanitária às vítimas dos conflitos no Líbano. Dois pilotos da força aérea israelense morrem após a queda de um helicóptero no norte de Israel. O governo do Brasil já resgatou do Líbano 854 cidadãos brasileiros, dos quais 318 foram trazidos para o país em aviões da FAB. A Human Rights Watch revela que Israel utilizou bombas de fragmentação no Líbano.

25 de julho: Quatro membros das forças de observação das Nações Unidas no Líbano são mortos em um bombardeio israelense contra uma base da ONU no sul do Líbano. O Hizbollah anuncia que seus combatentes lançarão foguetes além da cidade de Haifa, no norte de Israel, e adotarão uma tática de guerrilha contra as tropas israelenses. Israel afirma ter matado um comandante do Hizbollah no sul do Líbano. O número de brasileiros que deixaram o Líbano, fugindo dos ataques, já chega a 1.095 pessoas. Condoleezza Rice conclui visita ao Oriente Médio e pede cessar-fogo duradouro. Exército de Israel cria zona de segurança no sul do Líbano e toma a cidade de Bint Jbeil, reduto do Hizbollah.

26 de julho: O secretário-geral da ONU, Kofi Annan, defende a participação de especialistas das Nações Unidas na investigação que o governo israelense pretende realizar sobre o ataque que matou quatro observadores da ONU. Quinze países participantes da conferência internacional sobre o Líbano, em Roma, pedem a formação de uma força internacional sob o mandato da ONU para dar assistência à população libanesa, mas não chegam a nenhum acordo para exigir um cessar-fogo imediato. O governo libanês afirma que exigirá uma compensação de Israel pela "bárbara destruição" contra o povo do Líbano. O Hizbollah diz que o combate contra Israel entrou em nova fase e que o grupo não aceitará condições "humilhantes" para chegar a um cessar-fogo. A violência já deixou cerca de 400 mortos no Líbano, a maioria civis, e cerca de 40 mortos em Israel.

27 de julho: Aviões e artilharia israelenses realizaram novos ataques contra o Hizbollah no sul do Líbano. Governo libanês anuncia que os mortos na ação militar podem passar de 600. Outras 50 pessoas morreram em Israel --18 delas civis. O Exército de Israel indica que o Hizbollah está se espalhando por todo o Líbano. Mais dois vôos trazendo 375 brasileiros que estavam no Líbano chegam ao Brasil. Um total de 1.379 brasileiros já deixaram o Líbano. A rede terrorista Al Qaeda defende em um vídeo que o grupo "não irá se calar" diante dos ataques de Israel em Gaza e no Líbano. Os Estados Unidos impediram que o Conselho de Segurança da ONU condenasse os ataques de Israel contra um posto das Nações Unidas no Líbano, que deixou quatro mortos.

28 de julho: A Força Aérea israelense atacou cerca de 130 alvos em território libanês durante a madrugada. O principal objetivo da ação foi a cidade de Tiro, base regional do grupo terrorista Hizbollah e de onde parte a maioria dos foguetes Katyusha em direção a Haifa, no norte de Israel. O Hizbollah lançou uma descarga de foguetes Katyusha [de 20 km de alcance] contra a Galiléia e diferentes pontos do norte de Israel, sem deixar vítimas. Uma pesquisa divulgada pelo jornal "Yediot Aharonot" mostra que a maioria dos israelenses apóia um endurecimento da ofensiva no Líbano e a mobilização de novas unidades de reservistas --ontem Israel anunciou a convocação de 30 mil. Dos entrevistados, 71% disseram que o Exército deve atacar com mais força, contra 26% de opiniões contrárias.

29 de julho: Israel rejeitou a proposta da ONU (Organização das Nações Unidas) de uma trégua de três dias entre o seu Exército e o grupo terrorista libanês Hizbollah para permitir o atendimento às vítimas do conflito e o envio de comida e medicamentos ao sul do Líbano. O governo israelense acusou o Hizbollah de impedir a entrada de ajuda humanitária. O secretário-geral do Hizbollah, Hassan Nasrallah, prometeu atacar mais cidades do centro de Israel. A secretária de Estado norte-americana, Condoleezza Rice, após reunir-se com o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, afirmou esperar que um projeto de acordo com as principais condições para um cessar fogo entre Israel e Líbano comece a ser negociado, com as duas partes, na quarta-feira (2).

30 de julho: O Exército de Israel bombardeou o vilarejo libanês de Qana. Ao menos 56 pessoas morreram, entre elas 37 crianças. Líderes da França, Espanha, Alemanha, Egito, Brasil, Jordânia e outros países condenaram os ataques, pedindo cessar-fogo imediato. O governo de Israel concordou em suspender os ataques aéreos no sul do Líbano por 48 horas. O grupo terrorista libanês Hizbollah respondeu ao bombardeio com o lançamento de pelo menos 140 mísseis e foguetes sobre o norte de Israel, o maior ataque desde o início do conflito. Os 15 membros do Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) negociaram uma resposta ao ataque a Qana, tendo praticamente descartado a opção de "condená-lo", como havia pedido o secretário-geral Kofi Annan, por causa da oposição de Washington.

31 de julho: A aviação israelense lançou ataques aéreos contra alvos do Hizbollah, quebrando a promessa de manter um cessar-fogo aéreo por um período de 48 horas. O ministro da Defesa de Israel, Amir Peretz, disse em uma sessão do Parlamento que Israel não aceitará um cessar-fogo "imediato sem determinadas condições". O Gabinete de Segurança de Israel aprovou uma ampliação da ofensiva terrestre no Líbano e rejeitou um cessar-fogo até que uma força internacional seja deslocada para a região. O presidente da Síria, Bashar al Assad, determinou que o Exército sírio reforce o estado de preparação em razão da situação internacional e de "desafios regionais". A Síria também concordou em fornecer gasolina de sua reserva estratégica ao Líbano para compensar a falta do combustível provocada pelo bloqueio naval israelense. A violência entre Israel e Hizbollah já deixou cerca de 500 mortos no Líbano [a maioria civis, além de sete brasileiros] e 50 mortos em Israel [19 civis].

1º de agosto: Israel lançou um grande ataque no interior do Líbano e se envolveu em confrontos terrestres com o Hizbollah na cidade de Baalbek (nordeste do Líbano). O Ministério da Justiça de Israel afirma que cerca de 300 membros do Hizbollah --dos estimados 2.000 pertencentes ao grupo-- morreram em três semanas de ação no Líbano. O ministro israelense do Turismo, Isaac Herzog --membro do Gabinete de Segurança-- estima que a campanha militar no Líbano provavelmente ainda irá durar "uma dezena de dias". Ministros do Exterior de países da União Européia pediram "fim imediato das hostilidades no Líbano" e "um cessar-fogo sustentável". O Egito pediu às Nações Unidas, à Organização da Conferência Islâmica (OCI) e à Liga Árabe que investiguem o massacre cometido no domingo (30) por Israel na localidade de Qana.

2 de agosto: Hizbollah lançou 230 mísseis contra Israel, no maior ataque do grupo desde o início do conflito, matando ao menos um civil. Forças israelenses afirmam ter capturado cinco supostos membros do grupo terrorista em Baalbeck (leste). Israel anunciou mais dez dias consecutivos de ataques e pediu paciência e determinação para deixar o Exército "terminar seu trabalho". O Exército alega que mais de 700 posições de comandos do Hizbollah foram eliminadas por seu Exército, mas admite ter problemas para localizar as bases de lançamento dos foguetes. O governo do Líbano informou que, em três semanas de bombardeios, os israelenses causaram US$ 2 bilhões de prejuízo à infra-estrutura libanesa. O secretário-geral da ONU, Kofi Annan, expressou apoio à postura unificada da União Européia para resolver a crise e cancelou pela segunda vez uma reunião que debateria o envio de uma força multinacional à região.

3 de agosto: Hizbollah matou oito civis e quatro soldados israelenses, no dia mais mortífero para Israel desde o início do conflito. Governo israelense prepara nova etapa na ofensiva ao sul do Líbano para tomar o controle da região até o rio Litani. O líder do Hizbollah, xeque Hassan Nasrallah, condicionou um possível cessar-fogo à retirada de Israel do território libanês, mas ameaçou lançar foguetes contra Tel Aviv. O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) estima que 880 mil pessoas já foram deslocadas devido ao conflito no Líbano. A Human Rights Watch afirmou em um relatório que o Exército de Israel aparentemente bombardeou deliberadamente civis libaneses e que alguns de seus ataques seriam crimes de guerra. O primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, afirmou que Israel quer uma força internacional de 15 mil homens no sul do Líbano antes de suspender ataques. Os 15 países do Conselho de Segurança das Nações Unidas passaram o dia em intensas negociações para esboçar uma resolução sobre a crise no Oriente Médio.

Especial
  • 11.1.07

    Empresa impede funcionária de levar Bíblia

     
    As Provações de um Guerreiro:
    Empresa impede funcionária de levar Bíblia

    Uma comissária de bordo da companhia aérea BMI alega que sua empresa a tenha discriminado por sua religião. A empresa a impediu de levar sua Bíblia em um vôo à Arábia Saudita.

    A aeromoça foi informada pela BMI que era contra as leis da Arábia Saudita entrar no país com qualquer livro religioso que não fosse o Alcorão.

    A mulher, considerada ser uma cristã comprometida, leva sua Bíblia a todos os lugares que vai. Ela, agora, abriu um processo contra a empresa, acusando-a de discriminação religiosa.

    A companhia BMI (ex-British Midland Airways) disse em 20 de dezembro que estava apenas seguindo o aviso do Ministério de Relações Internacionais, que dizia que nenhum material ou artefato não-islâmico era permitido na Arábia Saudita.

    Um representante da companhia disse: "Emitimos um comunicado a toda a nossa equipe e a todos os passageiros, dizendo que essas eram as orientações”.

    "Ela diz que quer levar a Bíblia com ela. Nós lhe dissemos que não podemos criar regras para cada indivíduo, pois temos centenas de membros na equipe. Levar em conta cada preferência pessoal seria impossível."

    O Ministério de Relações Internacionais diz em seu site que “são proibidos na Arábia Saudita a importação e o uso de narcóticos, álcool, carne de porco, livros e artefatos religiosos (com exceção do Alcorão)”.

    Esse caso segue na esteira do caso de Nadia Eweida, funcionária da British Airways. Nadia, também cristã, objetou às regras de sua companhia, que a proibiam de exibir um pingente em forma de cruz no pescoço. O caso levou a companhia aérea a rever sua política de uniformes.

    Reportagem por
    Portas Abertas

    10.1.07

    NOITE DE EVANGELISMO

    :: BANDA FUSION :: NOITE DE EVANGELISMO

    Data: 13/01/2007 (Sábado)
    Local: Renascer em Cristo Sapopemba - SP
    End: Av. Sapopemba, 9.988 antigo "Gigantão"
    Cidade: São Paulo
    Horário: Apartir das 19:00
    Participações: FUSION - Militantes - Pedra de Escape
    Ingressos: R$ 5,00.
    Sorteio de um MP3

    Fundadores da Renascer pagam fiança, mas terão que ficar nos EUA

    Até que ponto vamos ficar nesse vai-não-vai? Nesse disse-me-disse?
     
    Será que eles vão chegar, claramente, para esclarecer tudo ou vamos ficar nessa pizza total?
     
    Ué, se não tem culpa, EXPLIQUEM-SE!!!!!!!
     
    Amém, o Senhor é quem justifica? Ok, concordo..... mas não custa dar uma explicaçãozinha para fatos claros e contrários.
     
    Até parece que estamos vendo cenas do congresso brasileiro!!!!!!!
     
    Ninguém pode falar nda, esclarecer nda.... eles só ficam na defensiva e nem comentam o assunto. Segredo de Estado.
     
    O advogado sempre se esquiva e a polícia sempre tem uma prova de algo.
     
    Julgar? Não cabe a mim, mas cada vez mais me entristeço com a vergonha que mtos fazem nosso Senhor passar. Prefiro me calar, orar e orar.
     
    É tempo das coisas virem as claras..... Oremos por nossos líderes... do país todo.
     
    Shalom Adonai.
     
    09/01/2007 - 20h57 da Folha Online

    Os fundadores da Igreja Apostólica Renascer em Cristo, Sônia Haddad Moraes Hernandes e Estevam Hernandes Filho, tiveram que pagar, nesta terça-feira, uma fiança no valor de US$ 100 mil --US$ 50 mil cada-- para serem liberados. Os dois foram presos pelo FBI (Federal Bureau of Investigation) em Miami, sob a acusação de lavagem de dinheiro.

    Segundo o Departamento de Imigração dos EUA, mesmo depois de pagarem a fiança, eles não podem voltar para o Brasil. O casal deverá aguardar na Flórida a conclusão do processo.

    O casal havia embarcado para os Estados Unidos na noite desta segunda-feira, em Guarulhos (SP). Sônia e Estevam --que estavam sendo monitorados pelo Ministério Público e pela Polícia Federal-- foram presos porque declararam falsamente para a alfândega norte-americana que não carregavam mais de US$ 10 mil cada. Os dois portavam, juntos, US$ 56 mil (em espécie).

    Um relatório produzido pela própria alfândega norte-americana revela que o casal transportava os dólares em diversos compartimentos, como bolsas, um porta-CDs e até dentro de uma bíblia, que estava na bagagem de Sônia.

    Equívoco

    O advogado dos fundadores da Renascer, Luiz Flávio Borges D'Urso, negou a prisão do casal. Ele sustentou que Estevam e Sônia foram somente detidos pela polícia americana porque teriam cometido o que chama de equívoco na declaração de valores à alfândega.

    "Por um equívoco no preenchimento da declaração aduaneira quanto aos valores transportados pela família, foram chamados a prestar esclarecimentos perante as autoridades locais", afirma o advogado, que fez as declarações em nome do casal.

    Polícia norte-americana prende fundadores da Renascer

    Você, leitor, acredita na inicência deles?
     
    Dê sua opinião comentando logo abaixo do post.
     
     
    09/01/2007 - 13h34

    da Folha Online

    O FBI (Federal Bureau of Investigation) --a polícia federal norte-americana-- prendeu nesta terça-feira o casal Estevam Hernandes Filho e Sônia Haddad Moraes Hernandes --fundadores da Igreja Apostólica Renascer em Cristo-- em Miami. O casal havia embarcado para os Estados Unidos na noite desta segunda-feira, em Guarulhos (SP).

    Segundo o Gaeco (Grupo de Atuação de Repressão ao Crime Organizado), do Ministério Público Estadual de São Paulo, o casal também vai ser investigado nos Estados Unidos pelo crime de lavagem de dinheiro.

    Divulgação
    Bispa Sônia
    Bispa Sônia
    Além disso, Sônia e Estevam Hernandes entraram nos Estados Unidos com US$ 56 mil (em espécie), mas declararam para a alfândega que não possuíam mais do que US$ 10 mil.

    Para os promotores do Gaeco, a prisão deles com o dinheiro não declarado confirma as práticas cometidas no Brasil.

    Segundo eles, o Gaeco pediu a cooperação da polícia norte-americana para efetivar a prisão dos fundadores da Renascer.

    Os promotores disseram não poder dar mais informações sobre o caso, pois o processo tramita no Brasil em segredo de Justiça.

    Divulgação
    Apóstolo Estevam Hernandes
    Apóstolo Estevam Hernandes
    Procurado pela reportagem, o advogado do casal, Luiz Flávio Borges D'Urso --que foi reeleito presidente da OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil)-- não foi encontrado para comentar a prisão. A assessoria da Renascer informou não ter conhecimento da prisão do casal Hernandes.

    A Renascer foi fundada pelo casal em 1986 e possui cerca de 1.500 templos no país.

    Acusações

    No final de dezembro, o casal conseguiu uma liminar no STJ (Superior Tribunal de Justiça) revogando o pedido de prisão preventiva que havia contra eles. Até então, eles eram considerados foragidos. No Brasil, Sônia e Estevam são acusados de lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e estelionato.

    Reportagem publicada pela Folha no dia 25 de outubro informava que um ex-funcionário da Renascer, que se identificou como "J", disse que o dinheiro arrecadado entre os fiéis era usado para pagar funcionários de empresas dos Hernandes. Assim, sobravam mais recursos para que as empresas do grupo comprassem bens.

    Numa outra denúncia, o Ministério Público de São Paulo acusou os Hernandes e o bispo primaz Jorge Luiz Bruno de falsidade ideológica. Eles teriam montado uma igreja "laranja", chamada Internacional Renovação Evangélica, para livrar a Renascer de processos.

    Segundo a denúncia, a igreja Internacional Renovação Evangélica, criada em 2004 por Jorge Luiz Bruno, não existe fisicamente. No endereço indicado na ata de fundação --rua Maria Carlota, 879, na zona leste de São Paulo-- funciona um templo da Renascer.

    Os promotores do Gaeco (Grupo de Atuação de Repressão ao Crime Organizado) Arthur Lemos, Eder Segura, Roberto Porto e José Reinaldo Carneiro --que fizeram o pedido de prisão preventiva-- não quiseram se manifestar, pois o processo está sob segredo de Justiça.

    Leia mais
  • Teoria da Prosperidade, expansionismo e música são base da Renascer
  • Justiça decreta prisão preventiva de fundadores da igreja
  • STJ concede habeas corpus a fundadores da Igreja Renascer
  • Foragido, líder religioso prega por rádio
  • Livro "Políticos do Brasil" mostra evolução do patrimônio dos deputados
  • 8.1.07

    Corte finlandesa pune jornais por publicação a favor do holocausto

    20:53 8/1/2007, Folha Online - Mundo
    da Folha Online

    Dois editores de um jornal finlandês foram multados nesta segunda-feira por publicarem uma carta que diz que a violência contra judeus é justificada e que o Holocausto foi aceitável. Leia mais (08/01/2007 - 20h21)

    Batman vira demônio na Itália


    A polêmica é do fim de 2006, mas merece registro.
    A administração de Benevento, na Itália, convidou um escultor para ornamentar a cidade para as festas natalinas.

    O artista usou os quadrinhos como tema. Com autorização municipal, colocou uma estátua de Batman na torre da Igreja de Santa Sofia (como mostra a foto ao lado).
    A imagem escandalizou os fiéis. Viram nela o demônio. Não demorou para pedirem a retirada da bat-escultura. "Aquilo é um monstro, uma figura demoníaca", disse um padre de Benevento. No que recebeu como resposta das autoridades: "Ma non vedi che è Batman?"

    A previsão inicial era deixar a imagem no alto da Igreja até o fim deste mês.
    Categoria:
    NOTÍCIA
    FONTE:
    http://blogdosquadrinhos.blog.uol.com.br

    7.1.07

    TE ENTRONIZAMOS - PROGRAMA DIANTE DO TRONO
    VEM DE TI, SENHOR - PROGRAMA DIANTE DO TRONO
    Casa do Pão - Diante do Trono 9 - Na voz de Nívea Soares

    Que coisa linda!!!! A-D-O-R-E!
    Aumenta o Fogo - Nivea Soares - www.geracaodt.com

    Lançamento!!!! Gravação do novo cd/dvd em abril, no congresso do DT.
    Saddam

    Você, leitor, enquanto seguidor do Senhor, o que achou do enforcamento de Saddam?
    Confesso que achei que quem deveria estar no lugar dele era o Bush, ou melhor, os 2 juntos. Não me abalei muito... até ver que o Senhor não se alegra na morte do ímpio, por sua misericórdia que dura para sempre. E cada vez mais vejo que aquela parte da palavra que diz: "meu povo perece por não conhecer as escrituras...." cada vez mais está em vigor. Nós tbem antes de servirmos ao REI éramos ímpios, e tivemos uma chance, ou melhor, várias, só que tivemos mais sorte do que ele.

    Fidel Castro parece que já conheceu ao Senhor e que hj mudou em algumas coisas.... Bom, enfim, uma perda, uma vida que poderia, mais cedo ou mais tarde, ser salva.

    Shalom Adonai, irmãos.
    New York Subway Hero, Wesley Autrey

    Quem viu este cara na tv? Ele ele pulou em cima de um cara que caiu na estação do metrô!!! Ficou em cima do cara, debaixo do vagão por 20 minutos!!!!!!!! É isso que o Senhor quer, um bom coração, coração com compaixão, amor pelo próximo!!! Glória a Deus pela vida dele.
    Jeremy Camp - Understand
    Tonex - LIVE

    Black Style!!!

    6.1.07

    Decepção com romance on-line acaba em suicídio na China / Sites de relacionamento cristão

    Esta notícia me atenta para a seguinte pergunta: Será correto o povo cristão ter sites de relacionamento?
     
    Para vc, leitor, até onde entra a vontade de Deus quando se trata de um relacionamento? Você pede confirmação ao Senhor para namorar ou você acha que quando o coração bate mais forte já é o suficiente?
     
    Caso Deus falasse, você namoraria/casaria com uma pessoa que você não se sente atraído(a)?
     
    O que vc pensa sobre este assunto? Comente abaixo este post.
     
    Shalom Adonai.
     
    ja.
    ------------------------------------
    Serva do Senhor, Jornalista, Locutora e Webdesigner
    Messenger: loveischiq@msn.com
    Meu Maná1, Meu Maná2 e Meu Maná3
    [ "Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará" João 8:32. ]
    [ "Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus". 1CO 1:18 ]
     
     

     
    05/01/2007 - 11h32

    Decepção com romance on-line acaba em suicídio na China


    da Folha Online
    com Reuters, em Beijing

    Um rapaz chinês de 17 anos se enforcou depois de um catastrófico encontro com seu "amor on-line", informou a agência de notícias Xinhua nesta sexta-feira.

    O adolescente ficou viciado em QQ (www.qq.com), o mais importante site de bate-bato na China, e começou a navegar na internet por vários dias seguidos, informou a agência, citando informações do pai do garoto.

    Ele se apaixonou por uma garota identificada na internet como "Qunjiaofeiyang" (Saia Esvoaçante), que se auto-descreveu como sendo uma linda garota de 19 anos.

    Depois de algumas semanas de conversas on-line, o rapaz marcou a data de 26 de dezembro para encontrá-la em Mudanjiang, a 117,46 km de distância de sua cidade.

    "Para sua imensa decepção, sua garota dos sonhos se revelou ser uma mulher de 10 anos a mais que ele", afirmou a Xinhua. "Seus pais tentaram confortá-lo mas ele, desapontado, fugiu para uma área próxima de sua casa e se enforcou em 30 de dezembro", descreve a agência.

    A polícia excluiu a possibilidade de homicídio.

    Descobrindo o Ponto Sensível de Deus

    Meditação: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque aquele que pede recebe; e o que busca encontra; e, ao que bate, se abre. (Mateus 7:7,8)

     

    Pensamento: Deus está no trono, nós estamos aos seus pés, e entre nós e Ele há apenas a distância de um joelho. (Jim Elliot)

     

    Mensagem:

    Descobrindo o Ponto Sensível de Deus

     

                Um pregador disse certa vez que a oração é, ao mesmo tempo, a força dos homens e a fraqueza que move o coração de Deus. As Sagradas Escrituras ensinam que "… a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens" (1 Coríntios 1:25). É possível harmonizar esses dois pensamentos? Sim. Só há um jeito de fazer com que o nosso Deus forte, poderoso, invencível se incline para ouvir essa minúscula criatura chamada homem; através da oração.

                Ralph Herring, pregador britânico, costumava lembrar aos seus ouvintes que nossa oração faz resultar em uma reunião de cúpula a nosso favor na sala do Trono do Universo.

                No Evangelho poderoso de nosso Senhor Jesus Cristo estão registrados os nossos direitos como filhos amados e eleitos, e as "fraquezas" de Deus. A Palavra afirma que Ele está "perto como filhos amados e eleitos, e as "fraquezas" de Deus. A Palavra afirma que Ele está "perto (…) dos que têm o coração quebrantado e salva os contritos de espírito" (Salmo 34:18). Portanto, busque hoje, com um coração humilde, as misericórdias de Deus para a sua vida.

                Porém, se você acha que não sabe orar muito bem, não se esqueça do auxílio eficaz do Espírito Santo. Somente Ele tem poder de ajudar em nossas fraquezas (…) "com gemidos inexprimíveis" (Romanos 8:26,27), e nos incentiva a buscar a vitória em Cristo Jesus.

     

    FONTE:

    Pr. Silas Malafaia /

    Palavra de Vitória.



    --------------------------------------
    "Pelo que, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento". (1º Coríntios 3:7)
    --~--~---------~--~----~------------~-------~--~----

    CAMPANHAS E MINISTRAÇÕES da Igreja Renascer

     
     

    Campanhas em andamento:

    Campanhas anteriores:
     
     
    VISITE: www.igospel.com.br